Amo essa canção!

31/03/2010

Massacre aos Professores

O título dessa postagem parece um tanto forte ? Um pouco pesado demais? Deixa você chocado?Sinto muito, mas é exatamente isso que está acontecendo com os professores em nosso país, especialmente no Estado de São Paulo.
Juro pra vocês que eu gostaria muito de abordar somente assuntos leves, falar somente de flores porém, a indignação mora dentro de mim e eu não consigo me calar diante das injustiças do sistema.
Os professores estão sendo massacrados de forma impiedosa e parece que boa parte da sociedade fechou os olhos para isso. Esses profissionais são acusados de serem os responsáveis pelo fracasso da educação, são mal remunerados, portanto são obrigados muitas vezes, a se desdobrarem em mil para darem conta de jornadas triplas, se deslocando de uma escola para outra, pois somente dessa forma conseguem sustentar suas famílias. Sofrem pressões absurdas por parte de um sistema educacional falido.Teóricos que nunca pisaram em uma sala de aula ditam as regras do jogo, de acordo com a vontade do governo que esto poder. Suas terorias e métodos são completamente infundados, fora da realidade brasileira.
Esses profissionais deveriam ter o apoio da sociedade, pois são verdadeiros heróis anônimos que precisam dispender um eforço enorme, equivalnte  "matar um leão por dia' para trazerem o alimento para suas casas, para pagarem suas contas. Heróis, são principalmente aqueles que lecionam em escolas públicas, onde as condições são precárias, são as piores possíveis e para as quais faltam verbas, faltam materiais e quando  estes chegam, são de péssima qualidade e em número insuficiente.
Endosso e tomo emprestado as palavras da filósofa Tania Zagury, mestre renomada em Educação, cujo trabalho é pautado em pesquisas cinetíficas e na  própria realidade, quando ela afirma que hoje em dia, o professor vive refém:
a) do tempo que necessita  não dipõe
b) das pressões internas que sofre do sistema
c) dos alunos que o enfrentam e desafiam abertamente e desrespeitosamente(esse último eu acrescentei)
d) da famíla dos alunos que perdeu a autoridade sobre os filhos
e) da sociedade que por motivos inacreditáveis, surpreende o professor com processos e mandados de segurança ( muitas vezes visando benefícios próprios e vantagens)
Além de tudo isso, os professores ainda têm que enfrentar outras, muitas outras questões  como exemplo da super lotação das classes, que chegam a ter entre 40 e 50 alunos no ensino fundmental II e médio (de 5a série ao 3o ano médio) e pelo menos 35 alunos no fundamental I (de 1a a 4a série).
A mídia, conivente com os governantes mentirosos não divulga nada disso mas o fato é que os professores são, também, reféns do medo e esse medo faz sentido porque diariamente, esses profissionais sofrem as mais diversas ameaças, os mais diversos prejuízos. Muitas vezes têm seus carros depredados e nada podem fazer...Outras vezes, as ameaças são cumpridas e os professores são agredidos, não apenas verbalmente mas até fisicamente e muitos deles estão sendo assassinados mesmo. Mas...Nada disso é mostrado.  
Os professores do Estado de São Paulo estão em greve e toda semana se reúnem na Avenida Paulista para discutirem os rumos do movimento. Na última sexta -feira, eles se reuniram no bairro do Mourumbi e foram tratados como marginais de alta periculosidade. A polícia partiu para cima com tudo. Dispararam balas de borracha ferindo vários professores, jogaram gás de pimenta em seus olhos, machucaram, agrediram e sabem qual foi o motivo? Simplesmente porque esses profissionais, esses trablhadores, estavam fazendo uma passeata, um ato pacífico do legítimo exercício de cidadania para reivindicar seus direitos e tentar uma negociação com membros do governo. Entre essas reinvidicações está um aumento salarial de 34%, já que estão  há 5 anos com seus salários congelados. Salários estes, que é de apenas metade do que os políticos divulgam na TV como sendo o mínimo que um professor recebe. Seus vales refeições são de 4 reais há pelo menos 10 anos e sem critério nenhum, tem meses em que o professor recebe apenas quatro deles, em outros meses não recebem nada e assim vai...De acordo com a vontade do governo.
E diante desse quadro lastimável, o mais triste ainda é ouvir de outros cidadãos que os professores deveriam ir trabalhar porque eles estão atrapalhando o trânsito da cidade de São Paulo(como se fosse esse o motivo para o trânsito de São Paulo ser caótico)
E depois de tudo isso, mais duro ainda é ver os professores sendo tratados como marginais e a polícia que deveria estar nas ruas prendendo os verdadeiros bandidos estão maciçamente partindo para cima dos professores, com seus escudos de guerra, de armas em punho,com seus cavalos e inúmeras viaturas, como voces mesmos podem verificar através das fotos postadas aqui.
Então, eu  volto àquela pergunta que nunca se cala:que país e esse! Que raios de democracia é essa! Será que as coisas mudaram tanto assim de 1964 para cá! Eu sinceramente tenho minhas dúvidas.
Mais uma vez volto a citar Tania Zagury: " se as coisas continuarem dessa forma, dentro de pouco tempo não existirão mais professores pois, ninguém vai querer mais assumir uma profissão que a cada dia que passa é totalmente desvalorizada pelo governo".
Políticos, e "especialistas" ainda têm a coragem de  irem à programas de TV tentando passar a imagem  que em nosso país "tudo é lindo", "tudo é maravilhoso" e que o Brasil  só tende a crescer nas próximas décadas mas...Será que alguém já se perguntou, como será esse crescimento, se a base de uma sociedade desenvolvida é a educação e esta, foi totalmente sucateada, relegada a nada em nosso país!
Lametavelmente, esse é o retrato do Brasil.

5 comentários:

Ariadne disse...

Infelizmente os professores sao massacrados sim ! Existe muitos pais que deixam os filhos a cargo dos professores, achando que eles sao obrigados a dar devida educacao para os filhos deles !
Nas reunioes de pais e mestres, muitas maes acham que a escola é que tem que educar as crianças, acredita ?? e muitas maes ainda dizem que nao deveria ter lição de casa pq elas nao tem tempo de ajudar os filhos....
Moro em cidade pequena e as escolas publicas, principalmente nos bairros mais pobre, são uma verdadeira decadencia, alunos marginais gritam com os professores, ameaçam, etc... e os professores ficam acuados. Um lixo de sociedade que vivemos !!!
Bjks mil !!! e feliz páscoa !!!

*~* Coisas da Bruxinha *~* disse...

Boa Noite Yoyo.
Hoje vim aqui te pedir uma ajuda , tenho uma amiga d eblog que está com o mesmo problema do blog que vc teve, lembra ?? de não abrir os comentarios, ela me pediu ajuda , mas eu não sei o que fazer ai, lembrei que vc já passou por isso, pode me dizer o que fez para solucionar ???
bjs leila

Driks Barreto disse...

Infelismente minha querida vc está coerta de razão,sem contar que as crianças não são mais criadas para respeitar seus mestres,ta tudo muito sem limite,sem respeito,é triste de ver...Bjs
*Ah...e puxa vida não ganhei,fiquei aqui até com torcededo e nada!!!rsrsrsr Mais blza continuarei tentando nos proximos que virão!!!rsrsrs Bjs

Eliana Pessoa disse...

AMIGA VC ESTÁ CERTÍSSIMA NIMGUÉM RESPEITA MAIS O PROFESSOR ESTÃO MASSACRADOS E SEM MORAL!
NA SALA DE AULA QUEM MANDA É O ALUNO, MAS ISSO POR CULPA DOS PAIS HOJE OS FILHOS FAZEM O QUE QUEREM EM CASA CHEGA NA ESCOLA QUEREM FAZER A MESMA COISA!!!

Ana Maria disse...

No meu tempo de colegio, os professores tinham a mesma autoridade de uma mãe. Se viesse alguma reclamação do colegio eu ficava de castigo, mesmo. Hj os filhos não tem limites e transferem isso para os colégio e faculdades tb. São cheios da razão. Professores tem que ter autoridade e ganhar bem. Nossos filhos e netos dependem deles. Bjs