Amo essa canção!

12/04/2010

"Poema Azul" - Blogagem Coletiva

Eu hoje estou azul! Nas minhas mãos nervosas
Os dedos são azuis, longos e delicados.
O perfume é azul nas pétalas de rosas
Como o sumo é azul nos frutos sazonados.
Azul sem dimensão, do polo Norte ao Sul,
Cai nas águas do mar, nas distancias sem fim,
E eu toda me deslumbro olhando o intenso azul
- Que na curva do Céu, nunca houve um azul assim.
O mundo, em derredor, em doida convulsão,
Lateja o mesmo tom em tom mais destemido.
Até a própria noite ainda em formação
Tem um nítido gosto a azul inconcebido.
Do mais sombrio vale à serra mais erguida,
Alagando extensões e searas e pauis,
A estrebuchar de cor, é azulada a Vida,
Porque o Tempo, do azul, faz as horas azuis.
O azul impõe-se, alastra, exorbita-se, é rei:
Trasborda cada vaga, inunda cada palma...
De tudo ser azul (tão azul!) eu nem sei
Se o meu corpo é azul ou se é azul minha alma.
Bem no fundo de mim, num azul em demência
Que se alteia em cachões hora a hora mais loucos,
Esta saudade enorme e que é negra de ausência,
Dentro do coração vai azulando aos poucos.
Porque a cor é mais cor e subjuga de excesso,
Há pedaços de Céu desfolhados nos charcos
E nos cais pedra-azul, quando a hora é regresso,
Tem um quê de azulino a chegada dos barcos.
Azul pelos desvãos, em todas as alturas...
Não há sítio nenhum onde se não concentre.
De tudo ser azul, até as mães futuras
Sentem gestos azuis a germinar no ventre.
Vão-se tornando azuis as verdades e os sonhos
Sem pedir a ninguém licença nem conselho...
No corpo do pomar, a carne dos medronhos
Tem um sabor azul que se tornou vermelho.
Azul que se distende ao longo do jardim;
Que vive na raiz e em cor se realizou.
Um azul tão azul, que nunca terá fim,
Como, de tão azul, nunca principiou.
Azul do abismo fundo à cor dos Infinitos
Sem o deter ninguém, sem nada que o anule.
Azul os mundos e eu e os santos e os malditos,
Azul sempre maior, em turbilhões, aos gritos,
Azul o próprio Deus que fez o azul, azul.


(Resposta de Maria Helena ao Poema de
JG de Araujo Jorge do livro
" De Mãos Dadas" 1a edição1961.)

24 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Nossa Yoyo, que lindo...tem até trechos que me lembraram o que escrevi...mas de outra forma...coincidências? Acho que as ideias andam no ar...pegamos os sentimentos parecidos com os nossos, que andam por aí...azulando no ar....Amei!
beijos azuis.

Driks Barreto disse...

Adorei seu tom azul,o poema azul,o sentimento azul,a imensidão azul das palavras!!!adoro azul!adoro vc!bjs linda!que sua semana seja abençoada e azul!

Beth/Lilás disse...

Olá, Yoyo!
Há tempos não leio um poema de JG de Araujo Jorge!
Muito lindo e mais ainda as suas fotos azuis.
bjs azuis cariocas

António Rosa disse...

Bonito poema! Bonito post! Bonito azul! Gostei de conhecer o seu blogue. Parabéns.

Chica disse...

Muito lindo e passando PAZ e serenidade essa tua participação azulzinha!neijos,lindasemana,chica

Barbie Girl disse...

Yoyo...

Que lindo poema, que linda resposta!!

Hoje o dia amanheceu azul e de coração, a minha vida também ficou mais azul!
Tenho descoberto através dessa linda blogagem coletiva o quanto as cores me fazem bem e poder dividir e compartilhar essa vibração positiva com meus amigos é bom d+!
Um lindo dia e obrigada pelo carinho de sempre, lá no meu cantinho!

Beijos

Tati Pastorello disse...

Que lindo (e triste) poema. Fiquei curiosa sobre o poema do JG de Araújo, afinal, o que deixou Maria Helena tão alterada?
Mas é mesmo lindo!
Beijos.

Chica disse...

Ficou lindo e como é bom estar AZUL,não?beijos,chica

Françoise disse...

Querida Yoyo,
Adorei o seu post,as fotos então! Como é bom estar azul. Hoje meu dia está exatamente azul, por que será?????
Beijos,
Até ,
Françoise

Manuela Freitas disse...

Olá Yoyo,
O poema é lindíssimo, uma obsessão azul...Lindas as imagens que compõem o teu post. Azul dá-me tranquilidade, quando olho para o mar, quando olho para o céu...
Paz e amor para ti,
Manú

Luma Rosa disse...

Boa lembrança este poema de JG de Araujo Jorge. Parece que o sentimento azul, seus dois polos, tanto alegram quanto entristecem. Não à toa, na antiquidade ter olhos azuis era sinônimo de barbárie. Boa blogagem!! Beijus,

Regina Coeli disse...

Olá Yoyo,
Que delícia ter descoberto você!!
Venho agradecer sua amável visita e conhecer seu "espaço cut"...
J.G. de Araújo Jorge já me acompanhou muito em outras épocas...
Ele escreve com a alma e o coração por essa razão: um precioso companheiro!
Lindíssima sua postagem AZUL, uma profunda reflexão, encanto para os olhos!!!Um abração carinhoso cá das Minas Gerais.

Fátima disse...

Yoyo querida, então tá... tudo azul na América do Sul, rsrs.
Lindo o poema, lindas as fotos, usou bem sua imaginação e criatividade, gostei muito mesmo

Beijinho..

CORAL ACESSÓRIOS FEMININOS disse...

ai esse barco azul com essa praia seria bom viu....

Lúcia Soares disse...

Lindo, Yoyo. Também há anos não leio JG de Araújo Jorge e vou procurar o poema que levou a essa resposta tão linda.
Tudo azul é mais bonito!
Boa semana.

Danny disse...

Ola Yoyo,Vim agradecer a visita.
Adoro seus comentários, me ajuda mt cada palava de insentivo.
Adorei o poema, lindooooooooooooooo.
Começar a semana com um poema lindo como esse é mt agradável....
Desejo uma semana cheia de realizações e conquistas.Beijocas

Chelle disse...

Adoreiiiii!Lindo poema, lindas fotos!

Virei tua seguidora tbm. Achei muitooooo bacana teu blog e estarei por aqui com muita frequência.

Bjão!!!
http://chelleschons.blogspot.com/

Rozani disse...

Que lindo o poema!
Seu blog é muito legal!Adorei!
Bjs,Rozani

Suzanna disse...

Que lindu seu azul Yoyo!!!
Delícia de post.
Bom quabto a viagem ao Rajastão, é só fazer as reservas, o roteiro eu tenho rsrsrs
Bjokas coloridas
Su

Ana Maria disse...

Tudo lindo, a cor azul a poesia.. a paz que nos transmite.... bjs

Eliane disse...

Oi bom dia obrigado por sua visita e por me apresentar esse autor tão especial e seu azul. Um beijo azul da Eliane.

Barbie Girl disse...

Oi querida

Para iluminar seu cantinho trouxe um lindo verso;

"Um Deus infinito pode se dar inteiro a cada um de seus filhos.
Ele não se distribui de modo que cada um tenha uma parte,
mas a cada um ele se dá inteiro, tão integralmente
como se não houvesse outros."
-A.W.Tozer

Fátima disse...

Lindinha, me esqueci de dizer que adoramos sua visita.
Volte sempre, tá.

Beijinho.

Yoyo Pizy disse...

Queridos e queridas que por aqui passaram, nessa postagem azul, muito obrigada pela visita e pelo carinho de todos
Beijos azuis