Amo essa canção!

03/05/2010

"O Sol do Brasil" - Blogagem Coletiva

Dando continuidade a nossa blogagem coletiva cuja cor escolhida para essa semana, pela nossa amiga  Glorinha  foi o alaranjado ou seja, o laranja e suas nuances, resolvi falar sobre dois temas diferentes mas que em determinado momento da História do Brasil se cruzaram: sol e arte. Por isso peguei "emprestado" o título de um livro que li há cerca de dois anos, chamado "O Sol do Brasil", da autora Lília Schwarcz.
O livro tem uma  linguagem um pouco acadêmica, mas aborda  questões muito interessantes como o imaginário do povo francês sobre os trópicos, a vinda da família real portuguesa e especialmente a chegada do grupo de artistas,  "trazidos pela corte", para fundar a primeira Academia de Belas Artes do país. Grupo esse que ficou conhecido por aqui como: "Missão Artística Francesa". Foi assim que o fato entrou para história e até hoje é amplamente divulgado porém...
"Nunca existiu,  uma missão francesa nos moldes como a historiografia  se caracterizou: D. João jamais contratou artistas para a sua corte, muito menos artífices do antigo inimigo francês, Napoleão Bonaparte, que forçara a vinda do monarca ao Brasil. Ao contrário, foram os artistas que se autoconvidaram, com o propósito de criar aqui uma Academia, igual à que existia no México".
Cheios de esperanças desembarcaram no Rio de Janeiro em 26 de março de 1816, trazendo seus conhecimentos acadêmicos e sua arte neoclássica, mas ao contrário do que esperavam, a tão sonhada Academia levou anos para sair do papel  por diversos motivos. Entre eles: falta de recursos financeiros, brigas, intrigas políticas e até mesmo pela tradição barroca que estava fortemente arraigada na arte brasileira, então, "como a vinda desses pintores não era oficial, a eles só restaria a agenda da corte: as exéquias de D.Maria, a coroação de D. João e o casamento de D. Pedro, para os quais construíram cenários frágeis e misturaram os trópicos com modelos da Antiguidade grega e romana."
À essa altura voces devem estar se perguntado: "mas o que tudo isso tem a ver com o sol do Brasil?" Pois bem, eu explico: Tem tudo a ver, já que entre esse grupo de artistas franceses, que para cá vieram, estava o grande pintor de paisagens, Nicolas-Antoine Taunay.
A vida de Taunay, entre nós, não foi nada fácil. Primeiro porque ele não conseguia se acostumar com o calor dos trópicos, depois porque não  encontrou lugar para os escravos em sua pintura. Ele os via diminutos enquanto enxergava a natureza imensa; ele sempre reclamava dos verdes "excessivos" das florestas, do azul  intenso do céu do Rio de Janeiro, que considerava absolutamente "exagerado" porém, a maior de todas queixas de Taunay era a luz "excessivamente" brilhante do sol do Brasil.
E é esse sol,  que no século XIX incomodou tanto a Taunay e que o artista considerou "excessivamente" brilhante, que eu adoro  e me permito fotografar  sempre que posso: "O Sol do Brasil".

19 comentários:

Ariadne disse...

amiga, cada foto linda !!!! deu vontade de ficar sentada numa cadeira de balanço.. só comtemplando estes lindos por do sol.

Bjks e boa semana pra vc !!!

P.S. como vive este coração de vó, com o neto morando em outra cidade?)

manuel marques disse...

Óptimo texto.
O sol do Brasil é lindo.

Parabéns .

Beijo.

António Rosa disse...

Yoyo

Vou procurar ler esse livro de Lília Schwarcz, que não conheço, mas que promete ser muito interessante. Acompanhar alguma informação sobre o artista Nicolas-Antoine Taunay foi muito útil e interessante. Uma viagem cultural, foi o você nos ofereceu.

Esta semana não consegui participar na blogagem coletiva.

Abraços.

Chica disse...

Que maravilha de postagem e abordagem laranja! Vi no comentário acima que tens neto longe? Eu também tenho 2, na Inglaterra! É duro,né? Mas tenho outros 4 por aqui e um sempre comigo!beijos,chica

Carmen ACHADOS DE DECORAÇÃO disse...

Uau, Yoyo fiquei morrendo de vontade de ler esse livro. Será que ainda pode ser encontrado? Já vou procurar! adorei a postagem, não, amei! bjs

Lúcia Soares disse...

Yoyo, que lindas fotos, que boa história! Muito bem lembrado. Não digo que só estou aprendendo nessa blogagem colorida? É tanta coisa interessante da história, é tanta foto linda, uma explosão de cores e informações.
Bj

Françoise disse...

Pode ficar só contemplando????
Brasil , quanta saudade! Boa dica para leitura. Gostei Yoyô.
Boa semana e bjocas laranjas.

Mila Viegas disse...

Bem temperamental este Taunay... rsrs. Reclamar desse lindo cenário, do céu azul, do verde das matas... fico aqui pensando: ele queria um cenário cinza e sem graça?! Que coisa... rsrs.
Lindas imagens! Eu tb amo o sol do Brasil.

beijocas

Tati Pastorello disse...

Amiga, fiquei com pena desse Taunay. Que pessoa triste ele devia ser, não? Aí a gente tem a certeza que a beleza e a poesia estão nos olhos de quem vê, não é mesmo? Deve ter sofrido muito este coitado!
Ainda bem que somos capazes de admirar o exagero de beleza de nosso país, não?
Adorei o que li. Fiquei curiosa sobre o livro. Beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Yoyo já tinho lido sobre esse livro e sobre as queixas do Taunay...é de morrer de rir que um artista se "queixe" de luminosidade excessiva...se é tudo o que um artista quer...ainda mais europeu, que adora a luz dos trópicos e o nosso calor, mesmo quando é insuportável pra nós...e olha que antigamente nem fazia o calorão de hoje....vai entender cabeça de artista...belo post amiga!
beijos.

Elaine disse...

Ola'YoYo querida, adorei sua Blogagem o sol é tudo, tb coloquei um sol na minha postagem coletiva!
Quero te dizer que a sua postagem sobre as minhas coisas me renderam algumas seguidoras, muito obrigada amei de paixaão!!
Beijos e uma semana muito produtiva!

Eliana Pessoa disse...

ADOREI SABER SOBRE ESSE PINTOR ,MAS REALMENTE ACHO QUE Ñ EXISTE POR DO SOL MAIS LINDO QUE O NOSSO NÉ!
VC YOYO QUE ANDA MUITO POR AÍ PODE CONFIRMAR ISSO!!
EU SÓ VEJO OUTROS SOIS EM FILMES MESMO, MAS PENSO QUE NA GRECIA DEVE SER MUITO LINDO TBM NAQUELAS ILHAS...VI NUM FILME...KKKKKKKKKKK.
ADOREI SEU POST!
BJIM

Eliane disse...

Oi , gostei do seu laranja, so assim aprendei mais um pouquinho sobre esse nosso Pais. beijos Da Eliane.

Astrid Annabelle disse...

Yoyo!
Que tema excelente que escolheu!
O Sol do Brasil! Abençoada luz excessiva!!!
E mais uma boa dica de livro...vou ver se encontro para ler.
Adorei tudo...
Beijos
Astrid Annabelle

Regina Coeli disse...

Olá Yoyo,

Iluminada sua postagem!!!
Tanto pela viagem histórica quanto pela beleza das fotos feitas por você! Parabéns!
Saio daqui mais rica. Muito obrigada!!!
Abração carinhoso,
Regina Coeli

Beth/Lilás disse...

Beleza, Yoyo!
É isso aí, temos um excesso de brilho e cor no país, mas dizer que isso é exagero, só mesmo um francês ranzinza.
beijos cariocas alaranjados

Gina disse...

Temos inúmeras belezas, mas o sol do Brasil é uma das melhores. Costumo brincar que sou movida à energia solar.
Boa semana!

Fátima disse...

Yoyo, suas fotos são sempre muito lindas, assim não vale.
Gostei da história, aprendendo sempre com essa blogagem colorida.
Informação é sempre bem vinda, e o sol do Brasil também.

Beijinho.

Barbie Girl disse...

Olá Yoyo

Estou um pouco atarefada, mas logo logo volto com pique total!!

Obrigada por estar sempre presente!!

Quanto ao seu post ficou coralindo como sempre, amei as imagens e o texto!

beijos